Sexta-feira, 5 de Agosto de 2005

O país das maravilhas




Era uma vez, um lindo e pequenino país, à beira mar plantado.
Nesse país, era tudo lindo, calmo, e a vida decorria sem sobressaltos.
Nesse país, todos eram muito felizes, e viviam em harmonia e paz absoluta.

As escolas enchiam-se todas as manhãs, com o riso das crianças. Crianças felizes, cheias de saúde, inocentes e puras como só uma criança pode ser.

Nas faculdades, a azáfama começava cedo, porque todos os estudantes queriam ser "alguem" um dia, e faziam por isso. Estudavam!

O emprego abundava, porque este país, estava muito bem estruturado, e era económicamente muito forte.

Neste país, viva-se essencialmente do turismo, pois tinha uma costa enorme, onde o mar se espraiava em belos, e limpos areais.
Também se vivia da pesca, entre outras coisas, porque olhando o horizonte, o mar era o limite...não sendo necessário nunca, importar paixe de outros países...

Porque este país, tambem tinha belas serras, e pastos, a carne era abundante, e por isso, muito barata e de boa qualidade. Todos se alimentavam muito bem.

A saúde, era um paraíso, onde todos tinham direito a assistência médica e hospitalar, sempre que necessário, e com a maior brevidade possível.

Era o verdadeiro país das maravilhas...porque era um país muito pequeno, e muito fácil de governar.

Tudo decorria em absoluta harmonia, porque os seus governantes, se preocupavam com o povo, eram coerentes, honestos, e trabalhavam unica e simplesmente, em prol de um país que crescia...crescia...

Durante o verão, o paraíso esperava as pessoas, a norte, que se abrigavam nas sombras frondosas das árvores, e bebiam água fresca nos regatos.
Fugindo ao calor, as pessoas, rumavam às serras, onde podiam respirar o ar puro, lá no cimo....
Perdiam-se naquelas matas verdejantes, frescas, onde só ouviam o chilrear dos passarinhos, o zumbido dos insectos, e o marujar das folhas...

Ao sul, o país, tambem chamava por gente! As belas praias de areia branca, todas com bandeira azul, acenavam aos turistas. Os restaurantes enchiam-se de gente, pois ofereciam as melhores iguarias de peixe fresco e mariscos, pescados na véspera, e a preços acessíveis onde qualquer um podia chegar...

E assim, decorria a vida naquele país...


TRIMMMMMM!!! TRIMMMMM!!! TRIMMMMMM!!!!

-Bolas! Sete e meia???! Deixa-me cá levantar...o trabalho espera-me...

publicado por tia rute às 15:57
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Baldas a 11 de Fevereiro de 2006 às 22:29
Esse país existe com certesa, só quem não acredita é que jamais viverá nele, eu acredito.


De andre a 20 de Agosto de 2005 às 02:12
adorei ver e ler os teus poemas falas com o coração e com a alma. dou valor kando se escreve com sentimemto. eu tb escrevo .


De Nuno a 7 de Agosto de 2005 às 21:59
Utopia ou talvez não. A ver vamos! 1 abraço


De Dulce a 7 de Agosto de 2005 às 15:38
Não sei se alguma vez vamos viver nesse país dos teus sonhos, querida Alice. Ops... Rute :) Estou mesmo desanimada com esta m... toda!


De Carla a 5 de Agosto de 2005 às 18:52
Acredito que esse/este país com que sonhaste ainda há-de ser uma realidade, amiga linda! Quero desfrutar de tudo isso... :) Um beijo grande, grande, amiga dos sonhos fantásticos!


De ferrus a 5 de Agosto de 2005 às 17:34
Bolas!!!! Também acordei a essa hora :-( Pode ser que um dia...Bjitos, Loura!!!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds