Segunda-feira, 25 de Julho de 2005

Paixões

noite alentejana.jpg


Afinal, ao rever esta foto,que tirei há dias em pleno alentejo, enquanto o carro deslizava pela estrada fora, a inspiração surgiu, ainda que ténue.
Resolvi escrever sobre as paixões.

Não! Não vou dissertar sobre aquelas paixões, entre homens e mulheres, aquelas que nos deixam sem raciocínio...nada disso!

Quero escrever, mais concretamente, sobre as paixões que todos temos por algo, por um qualquer lugar, etc.

Pois é, essas paixões, que ao contrário das outras, nos deleitam, nos fazem felizes, e com mais vontade de cá andar. Aquelas que não nos fazem parecer débeis mentais, que não nos deixam dependentes, que não nos tiram a razão....mas que sim, nos emocionam, nos abrem o coração, a mente, e todos os sentidos! As paixões saudáveis!

Olhando para esta fotografia, esbatida, desfocada, mas de cores tão quentes, resolvi falar da minha enorme paixão : a que tenho pelo Alentejo!

Estive lá há dias, e mais uma vez, vim com a alma maior, diria mesmo, a brilhar, a psique mais organizada, e com um sentimento de felicidade, que me inunda sempre que penso, e sinto o cheiro do "meu" alentejo! Para isso, basta que feche os olhos e inspire...aqui mesmo, nesta cadeira frente ao computador!

Mais uma vez, me passeei por terras alentejanas, mais uma vez, conversei com aquelas gentes simples e maravilhosas, que tão boas recordações me trazem...mais uma vez, senti aquele cheiro maravilhoso: o cheirinho das planícies alentejanas! Unicas no mundo!

E a noite de verão alentejana?? Não há igual!! Venham todas as regiões do mundo, venham!! Nenhuma se lhe assemelha!

Passeei ao luar, sorvendo em cada passo que dei, aquele aroma a urze, hortelã e poejo. Contei estrelas aos milhares...e enquanto por lá andei, um pensamento que tenho há muito, acompanhou-me sempre: quero acabar os meus dias no alentejo.

Faço parte daquela terra! Não nasci lá..mas quero lá estar, quando os meus cabelos ficarem brancos. Quero lá estar, quando o meu espírito desejar paz, e tranquilidade.
Quero estar lá, quando chegar a minha hora..porque eu sei que sim, que sou parte integrante daquele mundo que tanto adoro!

Alentejo...espera por mim, não mudes nunca!! Um dia destes, estou aí...

publicado por tia rute às 01:01
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De emmep a 9 de Agosto de 2005 às 05:15
Palavras para quê? não se explica este sentir...um beijo bem alentejano


De barbara a 29 de Julho de 2005 às 21:32
...nasci e cresci no alentejo, e sei que o pôr do sol mais bonito, é o entardecer de um laranja meio esquecido sobre uma planície imensa. é uma sensação de beleza, que nunca consegui explicar, por mais palavras que tentasse encontrar. E quando anoitece, as estrelas fazem companhia à imensidão escura de algumas zonas do alentejo.
Sei do que falas... esse tipo de beleza, guardada na recordação...e também no coração.

Adorei. bejokas e muitas idas ao alentejo


De Jamour a 28 de Julho de 2005 às 08:58
ola!!! Vim te convidar para me ajudares a soprar as velas. O meu blog faz 1 ano. Há champanhe e bolos ;)


De ferrus a 27 de Julho de 2005 às 01:34
Rute! Hoje não te trato por odiosa, pq me deixaste com um sorriso nos lábios :-) Esse teu alentejo é meu também..esses cheiros tb os tenho guardados na memória bem como as cores, os sabores,...Já lá morei, já o tive na minha mão, depois disso fiquei com ele na alma :-)) Beijos com sabor a coentros e poejos :-)


De Patupi a 26 de Julho de 2005 às 09:14
Uma das minhas paixões é estar na minha casa em Aljezur e disfrutar da paisagem e da calma que me invade. :) Beijos muito gordos, madrecita linda!


De margarida_rr a 25 de Julho de 2005 às 19:54
Ai amiga linda, quando eu for velhinha, vais lá visitar-me, e vou ensinar-te a apanhar folhas de amoreira com os pés! Ehehehehhe!!! Sim, porque eu guardo esta esperança...a de um dia me mudar de armas e bagagens para o meu alentejo! Quero viver calma e serenamente, daqui a uns anos! Estou farta de confusão :o)) Beijo gordo! /Olá Dulce, a sério?? Tambem amas o alentejo como eu? E viveste lá?? Que giro!! É verdade, esqueci-me de referir os campos de girassóis, e os fins de tarde na soleira da porta,que tanto adoro, e que só no nosso alentejo acontece! Ai quem me dera que o tempo voltasse atrás...belos serões que eu passei em casa dos meus avós, calmamente conversando com eles, na soleira da porta....que saudades!! Beijo grande!


De Dulce a 25 de Julho de 2005 às 19:20
Rute, até me arrepiei lendo o teu texto! Partilho dessa paixão pelo Alentejo, onde vivi 5 anos, e onde volto sempre com a mesma emoção! E as planícies na primavera?! E os campos de girassóis?! E o prazer de nos sentarmos na soleira da porta partilhante o fim da tarde?!
:) Um beijo carinhoso.
P.S. Escreve mais!!!!


De Carla a 25 de Julho de 2005 às 19:02
E eu espero ir visitar-te muitas vezes quando tiveres esses cabelos brancos a ondular no Alentejo. Será que ainda seremos capazes de andar de baloiço e me vais ensinar a apanhar folhas de amoreira com os pés? :)) Beijo grande, amiga linda, cheia de paixões bonitas :)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds