Segunda-feira, 29 de Novembro de 2004

Ponto de situação







É isso! Hoje, resolvi fazer um ponto de situação! Da minha vida,claro!
Bolas! Estou arrepiada! Estou no limiar dos 40...e ainda me falta fazer tanta coisa!
Tenho filhos, marido,vida estável...mas ainda não plantei uma árvore, nem escrevi um livro,por exemplo!
Estou no limiar dos 40, mas sinto-me uma garota, por vezes inconsciente, será doença?!
Será que esta adolescência permanente, que teima em ficar, é uma qualquer virose, até agora desconhecida?! Começo a ficar preocupada...
Não era já tempo de ser uma "senhora"? Não sair á noite,não apreciar estar na palhaçada com os amigos,não deitar o "rabo" do olho aos borrachos com quem me cruzo nesta vida,enfim,não fazer nada a não ser,portar-me como uma senhora que já sou?! A sério,começo a ficar,deveras preocupada!
Esta ânsia em viver a 200 à hora, não deveria ter sido já reduzida para ,pelo menos,metade da velocidade?
Decidi então,fazer o ponto de situação,e pensar sériamente, no que irei fazer de hoje em diante. Cheguei a algumas conclusões...
1ª - vou deixar de sair com os amigos (uma senhora de quase 40 anos,fica em casa a ver t.v.)
2ª - vou deixar de me preocupar com a minha aparência (já sou casada, não preciso de andar preocupada com o que vestir,e se tenho o cabelo em condições ou não...)
3ª - vou vender o meu carro! (como vou deixar de sair,não preciso dele)
4ª - vou começar a comer tudo aquilo que gosto, e nas doses que me apetecer! (se engordar,não faz mal, pelas razões descritas no ponto 2 )
5ª - nunca mais vou reparar nos gajos giros que vejo por aí todos os dias (uma respeitavel senhora,é cega!)
6ª - vou começar a chatear o meu marido,proibindo-o de ir ter com os amigos dele! (se eu decidi ser uma senhora respeitavel, ele tambem vai ter de o ser)
7ª - vou deixar de fumar (a casa cheira muito a fumo,e uma senhora que se preze,não fuma! Isso são vicios de homem...)
8ª - vou dispensar a empregada (posso perfeitamente fazer tudo,limpar.,engomar,lavar,etc,etc,porque decidi ser uma senhora respeitavel, uma verdadeira dona de casa)
9ª -vou desfazer-me de todos os c.d's de musica corrompível (nada como musica pimba,para purificar a alma)
10ª (a mais importante de todas)- vou deixar de beber alcoól (conforme podem constatar,está a afectar-me gravemente,o cérebro! Sim,se eu não estivesse bêbada,alguma vez escreveria tanto disparate???!)

publicado por tia rute às 05:38
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

És menino ou menina?





Dois bebés acabam de nascer. No berçário,um dos bebés,volta-se para o outro e pergunta-lhe:
- És menino, ou menina?
- Não sei -responde o outro -e tu, sabes o que és?
- Sei! Sou menino!
- Como sabes?-
- Espera...deixa a enfermeira sair que já te mostro...- responde o bebé,com ar malandro.
Assim que a enfermeira abandona o berçário,o bebé questionado,impaciente,reclama:
- A enfermeira já saiu! Mostra lá! Estou impaciente!
Então,e com o ar mais maroto deste mundo,o bebé "menino"...afasta a roupa que o cobria,e....
- Estás a ver??Sapatinhos azuis!!...

publicado por tia rute às 05:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Aniversario de casamento







A tarde estava chuvosa,fria,mas nem isso a impediu de sair para a rua.
Vagueou sem destino,pensando nele,na sua vida,alheia a tudo o que se passava á sua volta.
Entrou num café. Pediu uma bica escaldada,e sentou-se na mesa, absorta. Lá fora,a chuva teimava em cair, fustigando as vidraças. Viu gente que corria de um lado para o outro,tentando proteger-se.
Não reparou naquele homem, sentado na mesa em frente, que a olhou curioso.
Amanhã, é o seu aniversário de casamento. Há muito que deixou de o amar. Há muito que ele não a ama. Um casamento sem brilho, sem opções...amanhã...
Pagou,e saiu. Não viu o homem que a seguiu.
Percorreu o caminho até casa,cabeça baixa,olhar perdido.Entrou no prédio,e subiu as escadas. Não viu o homem....
Hoje, é o seu aniversário de casamento. Um casamento sem brilho,sem emoções,um fardo para a sua alma.
Saiu de casa,e o destino leva-a ao mesmo café. A chuva está suspensa,e um ténue raio de sol, tenta vencer o negro do dia.
Pede um café, e senta-se. Hoje, repara no homem que está sentado numa mesa á sua frente. Ele sorri-lhe, ela devolve o sorriso. Um sorriso triste, de alguem, para quem a vida já nada significa.
Sem uma palavra,ele senta-se na sua mesa. Acaricia-lhe uma das mãos. Mãos frias,coração vazio....
Saem juntos do café, e percorrem as ruas da cidade. Sobem a um andar de uma velha pensão. Aí, ela sonha que vive um grande amor. Fantasia sobre a sua vida, e revive, ainda que por breves momentos, o sabor da paixão.
Descem juntos, no final da tarde. Separam-se,sem trocar um olhar, uma palavra.
Ela chega a casa. É o seu aniversário de casamento. Pela primeira vez, em muitos anos, sentiu que alguem a ama..ainda que por breves instantes....

publicado por tia rute às 05:01
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Para pensar

Qundo pensamos ter todas as respostas,vem a vida, e muda todas as perguntas...

publicado por tia rute às 01:30
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Saudade

Saudade...
Hoje,não sei porquê,talvez pelo facto de estar a chover,e me sentir em pleno inverno,dei comigo,algo saudosista,nostálgica. Senti saudades de pessoas, coisas, e lugares.
Senti saudades dos meus avós.Lembrei-me de quando era miuda, das minhas férias passadas no alentejo,em casa deles.Lembrei-me que não gostava de leite, e que para que eu o bebesse, a minha avó tinha a paciência, de estar comigo até altas horas da noite, servindo-me o referido leite, em pequenos copinhos de plástico. Esses copinhos,teriam o tamanho de um dedal de costura,mais coisa menos coisa, e pertenciam a um serviço de copos, que eu tinha, para brincar! Que paciência a dela!....
Lembrei-me também,que um dia,eu fiz uma birra, porque queria que ela me fizesse tranças no cabelo.Só que eu não sabia o nome desse penteado...e então,ela foi comigo a casa de todas as vizinhas que moravam lá na rua,tentando que alguma delas,adivinhasse o que eu queria! Finalmente,ao fim de algum tempo,e muito berreiro,uma das senhoras,lá descobriu o que eu tanto queria!
Lembrei-me igualmente, que os meus avós me deixavam ir ao baile, na Sociedade Artística, com a condição de estar em casa à meia noite...o que eu cumpria rigorosamente!
Só que, quando eles se deitavam, e adormeciam profundamente, eu fugia pela janela, descalça, para não fazer barulho nas pedras da calçada, indo então, para os bailes, até à hora que me apetecesse! Lembrei-me, que um dia, fui apanhada!
Também me veio à memória, as manhãs passadas, na loja do meu avô.Ele adorava, ter-me lá a ajudá-lo! E recordo o seu orgulho,quando eu, aos 5 anos, lhe lia o jornal, de fio a pavio! Ele ensinou-me a ler e a escrever, mesmo antes de eu ter ido para a escola!
Que saudades...
Lembrei-me também de certas coisas,e tenho saudades! Tenho saudades da minha bicicleta amarela,Órbita,com mudanças, e assento estofado..que fazia as minhas delícias,e me fazia sentir gente! Muitos kilometros percorremos...eu e ela! Lembrei-me também,da minha Honda.a minha mini trail, com a qual fiz, muito moto cross! Muitas quedas demos...eu e ela! Também me veio à memória, o meu gira-discos portátil! Sim! Era o meu pequeno vício! Para onde eu ia, ia ele....iam os meus discos. Muitos slows dancei, naquelas festas particulares de adolescentes!...
Finalmente, senti saudades de alguns lugares. Senti saudades,da praia fluvial do Guadiana, a minha praia preferida! Hoje já não existe,a barragem do Alqueva,substituiu-a! Recordei, e vi, a ponte velha, que hoje está submersa. Também vi o moinho velho, de pedra, que me serviu tanta vez de solário, e de prancha de saltos! Também já não existe...submergiu!
Enfim, chega de saudade por hoje...mas não queria terminar,sem deixar no ar esta questão : se a saudade é uma palavra portuguesa, que tão bem exprime um sentimento só nosso, português, como será que os outros povos, definem este sentimento? Não sentirão eles saudade, também?! Claro que sim! Mas...que nome lhe darão?

publicado por tia rute às 01:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 27 de Novembro de 2004

Técnicas (anedota)







Esta,eu conto a toda a gente.Teria de a contar aqui também,claro!

Uma rapariga casou-se. Antes da sua partida para lua de mel,a mãe,pediu-lhe umas ajudinhas,em matéria de técnicas...sexuais!
- Filha,sabes...a mãe e o pai,já são casados há muito...isto já está muito monótono....enfim,se por acaso,aprenderes alguma coisa interessante,escreves à mãezinha a contar,está bem? A ver se eu dou uma "mexidela" nisto..
- Sim,mãezinha! Se eu fizer alguma coisa inovadora,eu prometo que lhe digo !

E assim foi.
Passados dias,a mãe recebeu uma carta,em que a filha explica que tudo aquilo, está ser maravilhoso!

- Mãezinha,o João é maravilhoso! Tudo quanto faz,é excitante...mas há uma maneira....que ultrapassou todas as minhas expectativas! A mãezinha tem de experimentar! Deite-se na cama de barriga p'o ar e pernas abertas...e o paizinho,suba para o guarda fatos...depois,ele que se atire para cima de si! Vai ver que não vai querer outra coisa!

A mãe,ao receber a carta da filha,quis logo experimentar....
Quando a rapariga regressou da lua de mel,foi a correr a casa da mãe,para saber como as coisas tinham corrido.
Chegada lá,encontrou a criada com um ar muito pesaroso...

- Onde está a minha mãe? - perguntou
- Ai menina,a sua mãezinha está no hospital...eu não sei o que se passou! É melhor a menina ir lá ver o que aconteceu...

A rapariga,voa para o hospital. Entra na enfermaria,e encontra a mãe,deitada numa marquesa,uma perna para cada lado...e muito sofrida...

-Ai mãezinha! Que aconteceu???!
-Ai filha...cala-te...fui fazer como tu disseste....já me fizeram 3 raspagens ao utero....e o teu pai não aparece!

publicado por tia rute às 07:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 23 de Novembro de 2004

O sonho





Há muitos anos atrás,ela adormeceu,profundamente.E então sonhou...
Sonhou que a sua vida era linda.Sonhou que ele vinha ao seu encontro e que juntos,fariam uma viagem pela vida fora.Sonhou que o amor viria para ficar.Sonhou que construiria um império de harmonia,de amor,e de cumplicidades...
Ele tambem adormeceu profundamente.E sonhou que iria encontra-la,e ficar com ela,para sempre.Sonhou em leva-la com ele,nessa viagem á volta da vida.Sonharam ambos...
O sono tornou-se mais profundo,á medida que os sonhos se materializavam.Mas um dia,ela chorou.O seu sonho, tão belo,transformara-se num pesadelo.A sua viagem á volta da vida,fora interrompida,e o seu império estava a desmoronar-se...ele tambem ficou triste,porque interrompeu a sua viagem,ao pensar que ela não era, afinal, a companheira que tanto idealizara.Mas,ambos voltaram a sorrir....afinal,tudo não passara de um pesadelo! E continuaram a sonhar.Passaram muitos anos,e os dois dormem ainda,lado a lado,esse sono profundo....

publicado por tia rute às 03:56
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 22 de Novembro de 2004

Médicos...







Ao longo de 10 anos,trabalhei como delegada de informação médica (sim,aqueles "chatos" de pastinha,que andam nos centros de saúde e consultórios,para falar com os médicos,e que qualquer utente odeia!)e como tal,tive oportunidade de conviver com muitos médicos,e muitas situações caricatas.Mas estas são duas,que me ficaram retidas na memória,vá-se lá saber porquê!
Estava eu de visita a um centro de saude em pleno interior alentejano,quando um colega habituado a visitar esse mesmo centro,me disse que ali,os médicos eram bastante complicados...recebiam-nos um pouco por favor,e muitas vezes demoravam imenso,obrigando-nos a estar ali horas,á sua espera.
Pois bem,um desses referidos srs.Drs.,depois de ter espreitado pela porta do seu gabinete,pediu-nos que aguardassemos mais uns minutos,e que nos receberia depois.
Esperamos...esperamos,e nem sombra desse senhor!
O meu colega,ao fim de algum tempo,perguntou-me se eu queria rir...achei estranho e disse que sim,claro! Então,ele levou-me ás traseiras do edifício,e ali,esperei pela surpresa que ele me queria fazer...
Qual não foi o meu espanto,quando de uma janela do 1º andar (baixo,mas um 1º andar),vejo sair uma mala,(que aterrou em pleno relvado!) seguida de uma perna,vestida com umas calças pretas...eu nem queria acreditar no que via!
Mesmo á minha frente,o tal sr dr,estava,nada mais nada menos,a sair pela janela!
E quando ele já estava "montado" no parapeito (uma perna para cada lado) e preparado para dar o salto final, seguido de fuga triunfal,o meu colega interrompeu-o, naquele seu(quase) suicídio:
- Dr! Por amor de Deus,não faça isso! Ainda é muito novo! Se não queria falar connosco,dizia,homem!
Haviam de ter visto a cara do médico....corado,quase roxo,montado naquele parapeito...figurinha mais ridicula!

........................

Também de visita a um outro centro de saúde,este aqui na nossa Lisboa,tive uma conversa deveras interessante com um médico.Eu falava-lhe de um antibiótico,relativamente recente,cujo principio activo é a cefalosporina.O sr Dr,interrompeu-me,dizendo que não valia a pena eu estar a perder tempo,porque ele nunca iria receitar esse antibiótico.Na sua versão,ele só receitava amoxicilina (o conhecido,Clamoxil) e em casos mais complicados,receitava Zoref...
Pois bem..o Zoref,era precisamente a cefalosporina,que momentos antes eu lhe recomendara!...

publicado por tia rute às 17:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 20 de Novembro de 2004

Caricato







Uma amiga minha,tem um problema,não pode beber uma gota de champanhe,que fica completamente alccolizada...
Pois bem,este episódio passou-se,precisamente numa noite,em que ela resolveu tocar no "fruto proíbido"!
Festejavamos o aniversário de uma outra amiga nossa,e ela,depois de já ter ingerido,uma ou duas caipirinhas,também quis fazer a saúde de praxe,bebendo uma pequena taça de champanhe.Dali em diante,foi um ror de tropelias, e tristes figuras,até ao culminar (em grande estilo, diga-se de passagem),da noite.
Não tivemos meio,de a levar para casa,ela pura e simplesmente,recusava-se! E lá andamos nas docas,passeando,esperando que o ar da noite a melhorasse um pouco...
Nunca vi ninguem ficar tão mal disposto,e pior que isso....vomitar tanto!
Obriguei-a a ir para dentro do carro,plo menos ali,ninguem via o estado em que estava.
Aí,e sempre de porta aberta,estivemos mais de 1 hora, a fim que ela deitasse fora, tudo o que tinha no estômago...
Finalmente,quando nos pareceu mais calma,e bem disposta,resolvemos ir embora.
Iamos já na AV.da India,quando começo a ouvir atrás,uns barulhos esquisitos...eu conduzia...e olhando plo retrovisor,tive a sensação que ela apontava para a sua boca escancarada,chamando a atenção para qualquer coisa,e emitindo os tais sons esquisitos,que eu ouvira...
A sua filha,que a acompanhava no banco de trás,interrompe o silêncio que se instalara,dizendo-me:
- Temos de voltar atrás....
- Porquê?- perguntei
- Porque a minha mãe...perdeu a placa!!!
Tive um dos maiores ataques de riso,da minha vida!

publicado por tia rute às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Criancices!...







As crianças dizem e fazem coisas,verdadeiramente hilariantes.Hoje lembrei-me destas...

A filha de um casal meu amigo,a Joana,de 4 anos,teve um pequeno descuido: fez xixi em local indevido...e o pai,resolveu castigá-la. Sendo assim,ele decidiu fecha-la no W.C.,durante um bocado,até ela "aprender"....
Esqueceu-se porém,que o irmão dele,que passava o fim de semana lá em casa,estava a tomar banho.
A criança,ouvindo a água a correr,naturalmente,afastou a cortina para ver oi que se passava.
- Olha o tio! Ó tio,que giro,tens uma pilinha como a do meu pai!
Seguiu-se um siêncio de cortar á faca (pois! imagino o tio...!),e ela diz mais esta pérola....
-Ah! Mas a do meu pai é maior!
..........................


O meu sobrinho Diogo,de 4 anos também,estava há dias a desfolhar o catálogo da Toys r'Us,e disse á mãe, que já sabia o que queria que o Pai Natal lhe desse, este ano. A mãe,perguntou-lhe o quê,e práticamente, ele queria..tudo! Aí,ela explicou-lhe que não podia ser,que o Pai Natal não lhe poderia dar aquilo tudo,blá,blá,blá,e etc...
Ele então,muito cordato,disse-lhe o seguinte:
Então mamã,eu vou escolher o que quero mais,mais,mais,para o Pai Natal me dar! E o resto,dás-me tu !

..........................

publicado por tia rute às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds