Domingo, 19 de Dezembro de 2004

Festa em familia






Bolas! Não tenho tempo para nada. Será que é assim com toda a gente nesta época? Estou em crer que sim...aproxima-se a festa da família! Mas....qual família?
Ah pois é! Que familia?
Antigamente, as famílias eram muito mais coesas, compactas, e de uma "linhagem" só...mas hoje, tudo isso mudou. Daí a pergunta.
Passar o Natal com quem?Com o pai? Com a mãe?Com a famíla que o pai entretanto constituiu? Com a nova familia da mãe (o namorado dela, os filhos dele, a ex-mulher, quem sabe)? Realmente, a tradição já não é o que era...
E então, penso que o melhor seria : alugar-se um pavilhão gimnodesportivo, e irmos todos para a festa da família!
Aí, estaria de certeza, toda a família! Os avós paternos, e maternos, os meio-irmãos de ambos os lados , se os houver, os irmãos "inteiros, os filhos dos namorados dos pais, os ex-maridos das novas namoradas dos pais..as ex-mulheres dos novos namorados das mães..etc, etc! Isso é que era giro! Uma verdadeira festa de família!
Mas como na minha família, felizmente, ainda se mantém a tradição (não há namorados de mães, nem namoradas de pais, nem enteados de parte alguma),lá terei de dar ao dedo,e tentar que o tempo desacelere,para me preparar a tempo e horas, para a grande festa da familia, cá em casa! E espero, muito sinceramente, nunca ter de alugar um qualquer pavilhão, para este evento!
Por isso, meus amigos, vou fazer mais um intervalo, nas escritas deste meu cantinho, deixando aqui, desde já, os votos de um feliz Natal para todos, com muita saude, sorte, dinheiro...e muitas prendas!
Feliz Natal, e até p'ra semana!

publicado por tia rute às 11:37
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2004

Silêncio







Com o bulício das grandes cidades, com o ritmo de vida que hoje em dia todos temos, nem nos apercebemos, que o silêncio, é algo que já quase não faz parte das nossas vidas.
É pena.
Para onde quer que vamos, onde quer que estejamos, nunca estamos em silêncio.
Se viajamos de carro, ainda que sós, lá está o rádio, a fazer-nos companhia. Se caminhamos simplesmente na rua, são todos os sons que se fazem ouvir "lá fora", que nos acompanham. Se estamos em casa, por mais sós que estejamos, ouvem-se carros apitar nas ruas, vizinhos que gritam, vizinhos que falam, água a correr nos canos, televisores em altos berros...enfim, o que nunca ouvimos, é o som do silêncio...e é pena!!
Quando consigo estar num local silencioso, adoro...é como se me renovasse. Nem que seja por cinco minutos...
...................................................................................................................................

- Cala-te...escuta...
- O quê? Não ouço nada...
- É isso mesmo! Nada! Deixa-me ouvir...nada.
Ficaram algum tempo assim, a ouvir o silêncio...

publicado por tia rute às 01:27
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Uma pergunta

Quando caminhamos ao longo da estrada que é a vida, iremos ao encontro do destino, ou ao encontro daquilo que consciente, ou inconscientemente, fomos construindo?
Eu penso que essa coisa do destino, é algo a que nos habituamos, como forma de exorcizar as nossas culpas...e vocês, o que pensam?

publicado por tia rute às 01:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2004

Cor e magia





Lisboa está linda! Aliás, Lisboa, é linda!
Ontem, resolvi dar um passeio nocturno, e ir ver a árvore de Natal em Belém. Confesso que fiquei deslumbrada, porque aquela árvore, enriqueceu da facto, uma zona, já de si, muito bonita, e rica em história, em passado. Do alto dos seus 62 metros, ela acena-nos com um misto de cor, imponência, magia...lindo! A seu lado, agora mais apagada, por ter sido relegada para 2º plano, a fonte luminosa, que tanto admirei em garota, lá continua, a deitar os seus jactos de água colorida, embelezando ainda mais, aquele lindo jardim, frente ao mosteiro dos Jerónimos. Vale a pena ver. Vale a pena registar em foto.
Dali, e depois de comer uns pastelinhos de Belém (hummmmm), fui ver a baixa da cidade.
Na Praça do Comércio, dei de caras com um cenário de tirar o fôlego! Senti-me como se estivesse num palco, fazendo parte do elenco de uma ópera de Verdi...está deslumbrante!
Simplesmente mágico....o efeito das luzes lá colocadas, é qualquer coisa que só vendo...aqui, não dá para descrever. Toda a Praça muda de cor, de segundos em segundos, variando, entre o vermelho e o roxo...o azul e o verde. Mágico. Efeitos de luz fazem, deslocar estrelas de cauda, por todos os edifícios circundantes.Parabéns Lisboa! Estás linda!
Continuei o meu passeio, e fui ver a Praça da Figueira. Também é digna de registo. Todos os edifícios estão vestidos de flash's! Senti-me uma estrela de Hollywood, em noite de entrega dos óscares! Rebentam flash's em todas as fachadas dos edifícios,é um verdadeiro espectáculo de luz!
Segui até à Praça dos Restauradores. Aí, fiquei algo desapontada, porque essa nossa praça, merecia estar melhor vestida. O Natal ainda não chegou lá ou pelo menos, não parece. É o único senão...
Na AV. da Liberdade, as árvores "choram" luzes, e essas lágrimas, "pingam" em cada uma delas,ladeando toda a avenida.Também está bonito...mais sóbrio, mas bonito.
Finalmente, acabei o meu passeio, na coffee house "Cup & Ccino". Sentada confortavelmente numa poltrona de bambú,à luz de uma vela vermelha,e saboreando um magnífico café com natas.Num ambiente acolhedor, que convida a uma amena cavaqueira.
Tenho de fazer isto mais vezes...
O próximo passeio, sera até Sintra. Dizem que está igualmente bonita. E irei acaba-lo, certamente, sentada no Moinho da Azóia, à lareira, um dos meus bares preferidos, na zona, saboreando um irish coffee quentinho...
Depois conto...

publicado por tia rute às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2004

Que frio!



Acabei de chegar a casa. Cheira-me cada vez mais a Natal. Adorei conduzir por essas ruas, e ver as luzes, das casas, da iluminação camarária, enfim, ver toda esta cidade vestida a rigor, para receber o natal...
Invadiu-me aquela necessidade compulsiva de fazer compras! Andava com falta de imaginação, sobre o que oferecer, mas, olhando para as ruas, parece que a minha inspiração voltou a todo o vapor! E assim sendo, amanhã, que é feriado (vivam os feriados antes do natal, que tanto jeito nos dão!!!),vou fazer as minhas compras. Vou gastar o que tenho, e o que não tenho, mas paciência, os amigos e familiares, merecem!
E, para falar sinceramente, gostei tanto do que senti, que nem me importei com o frio! Sim! Cheguei a casa congelada! Mas isso...é sinal de inverno...é sinal de Natal! Viva o frio também!

publicado por tia rute às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 7 de Dezembro de 2004

Gatos





Hoje, e depois de uma conversa tida com amigos, sobre gatos, resolvi falar deles, uma vez que são os meus animais preferidos.
Choca-me, muitas vezes o facto de haver pessoas, que não só, não gostam de gatos, como mais grave, os odeiam ao ponto de lhes fazerem mal. Não entendo esta aversão que muita gente tem, em relação a este animal, meigo,dedicado,e contráriamente ao que se pensa, fiel ao seu dono. E a provar isso, entre outras coisas, queria deixar aqui o testemunho na 1ª pessoa, do que um gato é capaz de fazer, e como ele se comporta, quando tratado com carinho.
Desde miuda, sempre adorei gatos. Não me perguntem porquê...talvez por ter nascido no mês deles?(Janeiro)
Qualquer gato que encontrava na rua, tivesse dono ou não, eu levava para casa. Lembro-me que em casa da minha avó, no Alentejo, cheguei a "coleccionar" 18 gatos! Só mesmo a minha avó, para aturar uma coisa destas...
Claro que aqui em Lisboa, na casa dos meus pais, não podia coleccionar, e sendo assim, tinha um. O meu Tico.
Era um siamês,lindo, meigo, e de uma inteligência enorme.
O meu Tico, nutria por mim, uma paixão profunda, à qual eu correspondia em pleno.Aliás, eu costumava inventar, que ele era um principe encantado, que um dia iria voltar à sua forma habitual,quebrado o feitiço, e então, seriamos felizes para sempre...eu tinha 8 anos.
Por essa altura, comecei a aprender a tocar viola. Pois bem, o meu Tico, ficava horas, a olhar para mim, completamente encantado, ouvindo-me tocar e cantar. Uns anos mais tarde, andava eu já no liceu, aconteceu uma coisa curiosa. Eu estava a fazer a minha hegiene matinal, e ouvi a minha mãe falar, pedindo-me que parasse com a viola, porque o meu irmão, ainda dormia. Eu estava na casa de banho, e achei estranho...quem estaria a mexer na viola?! Fui ao meu quarto, e qual não foi o espanto : quem "tocava" viola, era, nada mais nada menos, que o meu Tico! A viola, encostada à parede, e ele, dava dentadinhas nas cordas, e afastava a cabeça, para ouvir o som...com o ar mais cómico deste mundo!
Este gato. era um autêntico cão. Dava-me beijinhos (lambidelas) e fazia-me festas, com as suas enormes garras, arrepanhando a pele da minha cara,mãos, ou o que ele apanhasse mais a jeito. Nunca me arranhou, nunca!
Conta a minha mãe, que ao aproximar-se a hora habitual de eu regressar da escola, ele sentava-se no hall de entrada à minha espera. Antes mesmo de eu tocar à campaínha, já a minha mãe sabia que eu estava a chegar, porque ele ficava agitado, e corria pla casa toda! Era, ou não, um gato-cão?
Anos mais tarde, tive de o dar.Era já velhinho, quando a minha filha nasceu. E só por ela, eu fui capaz de me desfazer dele. Era alérgica a gatos, e não houve outra solução. Foi para o alentejo, para casa da minha avó, mas não se deu por lá. Não estava habituado a quintais, e era uma luta constante com os outros gatos que por ali andavam. A minha avó acabou por dá-lo a um casal que tinha um restaurante.
Fui visita-lo algum tempo depois. Já estava cego, era arisco, e raramente saía da cadeira onde se habituou a estar, não permitindo sequer, que lhe fizessem festas.
Quando eu entrei no restauante, lá estava ele, aninhado na tal cadeira. A dona, recomendou-me cuidado....
Apenas falei :
- Tico, meu gato lindo...é a dona!
Ele, levantou a cabeça, começou a ronronar, e espreguiçou-se. Peguei-lhe ao colo, como tantas vezes fiz,em posição de bebé....e ele, esticou as patinhas, fez-me as festas habituais, e depois de lhe ter pedido, deu-me vários "beijinhos". Foi a nossa despedida. Nunca mais nos vimos.Viveu comigo, 15 anos!
Hoje, tenho outros gatos,nunca deixei de conviver com esta espécie. São igualmente meigos,e fazem muitas gracinhas(uma gata que tenho, até brinca comigo às escondidas) mas não queria deixar de contar aqui, que um gato, dependendo do tratamento que tem ,por parte dos seus donos, pode de facto, ser um autêntico cão! Basta que confie no dono...
Gostava que fossem mais apreciados,compreendidos, e que acima de tudo, não fossem mal tratados, pelo simples facto de serem...gatos!

publicado por tia rute às 15:46
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2004

papoilas...e algodão doce







Não posso deixar em claro,a perda que uma amiga sofreu. Ela quase perdeu as suas papoilas, o seu algodão doce (um dos blogs mais bonitos que conheço) na ânsia de criar...criar...
Amiguinha, tu sabes a quem dedico este texto, e é só uma forma de te animar! Deixa, o que perdeste, já lá vai, fica no teu e nos nossos corações...mas as papoilas, essas, estão salvas! E o algodão doce, também! Fico encarregue, de dar o meu contributo, para que rápidamente ,consigas repôr o teu "livrinho" de frases lindas...está bem?! E não te esqueças, muito do que perdeste, afinal, nem perdeste.Porquê? Porque quem lá deixou os comentários, são amigos, virtuais, ou não, mas amigos! E esses, continuam a existir, e vão continuar a comentar e a deliciarem-se com os teus textos!! Nada se perde...tudo se transforma, não é? Pensa assim ! Beijinhos! Muitos,muitos,muitos!!!

publicado por tia rute às 12:31
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

mais criancices





Olá!
Cá estou eu de novo, após alguns dias de interregno. Hoje vou ser breve...tenho de dormir!
Mas quero deixar aqui, mais uma do meu sobrinho Diogo, de 5 anos.

Aqui há dias, as educadoras de infância do colégio onde ele anda, chegaram á conclusão, de que ele necessita de avançar um ano ou uma classe, uma vez que já conhece os números, e todas as letras. Acham elas, que ele terá mais rendimento se começar a aprender a ler,uma vez que já conhece as letras...
Chagou a casa um dia destes,e disse à mãe.
- Mamã, sou muito inteligente! Vou mudar para a sala dos grandes, e já vou aprender a ler!
A mãe, entretanto,explicou-lhe que ele não é mais, nem menos inteligente que os outros.
- Não, Diogo. Não é por seres muito inteligente que vais mudar. Só que, como já conheces as letras, e os numeros, não há necessidade de ficares na tua sala, a aprender o que já sabes. Percebes? Os outros meninos, não sabem essas coisas, porque ninguem lhes ensinou ainda. Tu, tiveste quem te ensinasse...e blá,blá,blá.
-Ohhhh....então , isso quer dizer que não sou inteligente...- respondeu ele, muito desapontado.
- Não, filho! Não é isso! Tu és inteligente, mas os outros meninos também são! Só que eles, ainda não aprenderam coisas que tu já sabes! é só isso..
- Ahhhh - respondeu ele, com ar muito pensativo.
Passados segundos, perguntou:
- Mamã....o que é "inteligente"?

publicado por tia rute às 03:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds