Terça-feira, 12 de Abril de 2005

Solidão

Passam os dias, as horas, os minutos
Aqui me encontro, comigo, e só comigo
Nada se passa,
Nada de novo,
Nada me leva daqui o pensamento
Nada eleva o meu espírito,
Meus sentimentos...


Apenas a solidão, me acompanha,
Mora comigo desde sempre, desde que sou gente
Gente que sente...
E não sente,
Porque nada se passa,
Ainda que vagamente....

Mas a vida,essa...
Não se comove,
Não para, não espera por mim
Segue o seu rumo,
É rio, em manso leito,
Sem se dar conta,
Que estou aqui....

Pudesse eu ser diferente!
Deixar de ser gente que sente
E não sente!
A solidão não me trataria assim
A vida esperaria por mim!

Passam os dias,as horas, os minutos
Apenas não passa a dor em mim,
Esta solidão que sinto, infinita
Voz que não se ouve,
Mas que clama, grita!

publicado por tia rute às 19:26
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Ju a 13 de Abril de 2005 às 18:30
Quem escreveu foste tu mas não o teu "eu". O que escreveste é simplesmente lindo, tocante e pode muito bem encontrar muitos "eus" que destas palavras se apropriem. Escreves muito bem, mami linda. 1 beijinho.


De Carla a 13 de Abril de 2005 às 03:02
Eu sei que este teu comentário não dá direito a choro, mas dizes as coisas com tanta ternura... Claro que fico com os olhos molhadinhos. Não podia ter escolhido melhor mami virtual do que esta amiga tão real :) Beijo enorme! :)


De margarida_rr a 13 de Abril de 2005 às 02:01
Ehehehhehe pintor! Calma! Esta que escreveu isto, não sou eu! É só um personagem! Graças a deus, não me sinto nada só! Antes plo contrário : tenho tanta gente à minha volta! Familia, amigos antigos, amigos mais recentes de quem tanto gosto, e sei que gostam de mim...ehehehhe! Beijinhos!:o)) E agora tu, amiguinha: quem te dera ser mais directa?? Ainda mais?? As tuas metáforas, não podem ser mais directas do que são! Todos nós te entendemos, tão bem...adoro-te! Beijinhos! :o))


De Carla a 12 de Abril de 2005 às 21:43
Transmites tão bem os teus sentimentos! Gostava de saber ser assim mais directa e menos metafórica, sem receio que me saibam triste, desolada ou cansada. Mas gosto de mostrar apenas o lado do riso. Como tu, não é? Olha que se não sentisses, talvez a vida te passasse mais ao lado. Assim, lutadora como és, sei que agarras os cornos do touro pela frente! Um beijo enorme :)


De Dali a 12 de Abril de 2005 às 20:50
Apesar de saber bem passar momentos só nós, o que é demais também chateia. Abana aí o sistema. Pega na tela e vai pintar umas paisagens. Uns barcos no Tejo, um casario junto ao mar, uns namorados no banco do jardim. Arre!
1 abraço,, pintoraaaa


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds