Sexta-feira, 25 de Março de 2005

Comboio sem volta

picture073.jpg


___________________________________________________________________________


Há muito que queria deixar aqui este poema....dedico-o a todos os que apanham "combóios sem volta", e especialmente ao meu irmão, que apesar de ter feito uma longa viagem, encontrou o caminho de regresso!

Acordei numa noite de gelo
o meu sonho era um pesadelo:
estavas tu, quase de partida
para um beco sem saída...

Um jardim sem nenhuma flor,
uma fogueira sem calor
algum medo, nenhum amor,
nos teus olhos que não tinham cor

E quanto mais, eu daqui,
te chamava, gritava por ti
tanto mais me parecias longe....

Foste embora, estavas de partida
num combóio sem volta, só ida,
e eu, correndo para te alcançar
mas sem conseguir lá chegar!

Atrás de um canto de sereia,
construindo castelos de areia,
tu seguias enfeitiçado
sem sequer olhar para o lado!

De quem seria a voz que te chamava?
Qual seria a força que usava?
Que te levava de partida,
para um beco sem saída...

E eu queria gritar
mas o som, não chegava a soar,
e sozinha, só sentia medo...

Acordei numa noite de gelo
o meu sonho era um pesadelo
e o meu coração sabia:
que para sempre te perdia!

Num comboio sem volta, só ida
Num comboio....comboio sem vida
Um comboio estranho, derradeiro....
afundando-se num nevoeiro.

(Runaway train- adaptação portuguesa de Ana Faria)

publicado por tia rute às 18:10
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Joo a 4 de Março de 2006 às 03:54
Oi linda acabamos a nossa conversa e ajudaste-me a perceber algumas coisas e agradeço-te por isso e espero conseguir recuperar o meu irmão como tu recuperas-te o teu. sabes aquelas coisas que nós pensamos que só acontecem aos outros? pois é! infelismente a desgraça bate á porta de todos e desta vez foi a minha e por mais que pensemos onde foi que falhamos não percebemos,continuamos a achar que fizemos tudo bem! mas o que é certo é que falhou alguma coisa, o que será? bjs


De liny a 1 de Abril de 2005 às 06:36
Em todas, ou quase todas as familias há comboios destes infelizmente. Ainda bem que o comboio do teu irmão regressou. Lindo!


De Dulce a 1 de Abril de 2005 às 01:52
Tb eu tive um irmão que apanhou um combóio sem regresso, embora não esteja certa que te refiras à mesma forma de partir. O meu irmão está dentro do nosso coração, e isso é uma forma de viver. Al
ém disso, acredito que vive, e que pode até passear nas núvens e colher estrelas, se lhe aprouver. Morrer é não ter limites. E 10 anos, dizia "o outro", é muito tempo. Afinal não é tempo nenhum. Beijinhos. Parabéns pelo blog!


De ferrus a 28 de Março de 2005 às 14:40
Estou a leste do paraiso, mas se estás contente, odiosa...tb eu fico :-)) (espero que ninguém leia o que eu escrevi!)!!!!Bjitos!!!!!


De patupi a 27 de Março de 2005 às 19:46
Deixo-te aqui um enorme sorriso, madrecita! Foi boa a nossa conversita no outro dia... começou por um passeio de combóio.. lembras-te? :-) Beijocas!


De Carla a 25 de Março de 2005 às 20:45
Já me fizeste chorar. Já me o tinhas mostrado uma vez e saber o que significa para ti emociona-me imenso. Ainda bem que podemos acreditar que por vezes o caminho tem uma via de regresso e que é possível recuperar a nossa vida. Um beijo muito grande, amiga querida.


De Nuno a 25 de Março de 2005 às 18:46
Belas palavras. Fico contente, pela história ter tido um final feliz.

1 abraço, pintora.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds