Quinta-feira, 14 de Abril de 2005

Alma de pássaro

pasaro.bmp

_____________________________________________________________________________

Sentia-se presa, agrilhoada.
Os seus pés, mal se arrastavam, sentia-se sufocar.
Queria ser livre!

Subiu então, ao monte mais alto. Lá bem no cimo, onde só ouve o som do vento. Onde apenas se ouve a voz do silêncio.

Gritou! Gritou bem alto!
Rodopiou sobre si mesma, até não poder mais.
Abriu os olhos. A paisagem lá em baixo, dançava à sua frente.

O vento acariciava-a...

Sentiu-se livre, como um pássaro.
Agora, ainda que por breves instantes, tinha alma de pássaro.

publicado por tia rute às 03:08
link do post | favorito
De Dali a 14 de Abril de 2005 às 10:28
Às vezes apetece um devaneio desses. Eu gosto é do eco que faz. 1 abraço, pintora escritora


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Eu

. Desejo...

. Nas asas do vento

. A moment like this

. Eva

. Como num filme...

. Contagem Crescente II

. Ausência

. Em silêncio

. Um novo ciclo

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds